Pra começar o post, já vou direto ao assunto que dominou a opinião de todos durante o jogo. Logo no inicio, o zagueiro Souza da Chapecoense se utiliza de um carrinho para tentar parar uma jogada em velocidade do nosso atacante Héber. Do local onde eu estava, no setor C, a visão não é privilegiada para analisar o lance, mas a opinião geral dos comentaristas das rádios foi que a entrada foi criminosa, digna de uma punição mais severa por parte do juiz. Só que mais uma vez, o juiz que apita o nosso jogo não tem a mínima condição de conduzir uma partida de futebol. José Acácio da Rocha. Sem autoridade, sem competência, sem inteligência. Não aplicou cartão no lance. Deixou impune o atleta. Enquanto isso, nosso Héber era levado ao hospital, com forte suspeita de fratura na perna. Depois desse lance o jogo se transformou em uma guerra, com muitas faltas, cartões e com uma péssima arbitragem.

Mas vamos a parte boa do jogo. O time mais uma vez jogou de forma a tentar se afirmar pelo toque de bola. Aquele estilo de jogo que pode deixar a torcida louca de raiva por não ser objetivo, mas que na verdade acaba por ser útil em um jogo pegado como esse. A posse de bola foi em sua maioria alvinegra, principalmente pelo fato de ter um jogador a mais em campo desde a metade do primeiro tempo.

Analisando cada jogador durante o jogo, temos um time que atuou de forma normal, sem grandes atuações individuais, optando por um futebol de mais consistência, de mais presença. Mas podemos destacar o nosso goleiro Wilson. Impecável. Fez defesas espetaculares quando exigido pelo determinado time de Chapecó. João Paulo enfim deu as graças do seu futebol esse ano. Foi seguro, determinado, sem fazer firulas e sem cometer erros. Túlio e Doriva formaram uma dupla segura, com uma saída de bola com qualidade, principalmente nos pés do segundo, mantendo a boa atuação do jogo passado.

Nossos laterais fizeram uma boa partida, com Guilherme fazendo um gol e Pablo jogando um futebol razoável. Mais ainda falta ao nosso lateral direito partir pra cima, tentar uma jogada individual na linha de fundo. Aliás, a linha de fundo parece causar calafrios no Pablo, pois dificilmente ele tenta algo por lá. Normalmente tenta o corte para o meio, afunilando nosso time.

Roni, Botti e Julio tiveram uma atuação normal, com boas jogadas individuais, alguns bons toques, boas tabelas. Luis Fernando fez um gol espetacular. Como é bom ver gol assim de longe no Scarpelli, um diferencial em relação ao nosso time de bom toque e finalizações normalmente de dentro da área. Nossos dois garotos de base que entraram, Willian e Deretti, mostraram personalidade, boa movimentação. Podem acrescentar algo novo ao nosso bom time. Foi assim mais uma vitoria nossa no campeonato. Agora são 8 pontos a mais que o segundo colocado na classificação geral e 11 pontos de distancia ao nosso rival leãozinho.  Como sai fácil o grito em dias assim “OLE OLE, LUGAR DE AVAIANO É SÉRIE B, OLE OLE”…. Boa Semana!!

Anúncios