Essa pergunta simples, clara e direta resume a sensação do torcedor alvinegro após o clássico desse domingo. Um time totalmente apático em campo, sem vontade, errando qualquer ação ofensiva feita. Jogadores se escondendo em campo, mostrando uma total falta de compromisso com a partida. Fica aquela sensação de que nosso time não entrou em campo. E falta de raça em clássico é fatal para o resultado final.

Isento aqui o nosso técnico pelo resultado de hoje. Branco colocou Julio Cesar no banco e armou um time nos moldes dos últimos jogos, dando preferência por Doriva e Fernandes no time titular. Julio no banco causou desconfiança por parte da torcida, mas a participação dele durante o jogo após a entrada mostrou a falta de ritmo do nosso jogador. O inicio do jogo já causou pavor a nossa torcida. Erros de passe, desatenção, sonolência. Como um time com esses problemas pode ganhar um clássico?? E não é que mesmo assim Igor quase abriu o placar. Bola salva em cima da linha. Inacreditável.

Eis que em mais uma falha da nossa zaga, Nunes ganha de presente um gol. E que assistência de Pablo. Passe preciso. Triste isso. E não é que Igor mais uma vez aparece dentro da área pra finalizar e a queima roupa mais uma bola é tirada em cima da linha. Impossível. Simplesmente isso. É isso foi o nosso primeiro tempo. Erros e mais erros. E um Avaí competente explorando cada falha do nosso time.

Segundo tempo e a íngua chamada Doriva continua. Como pode um jogador errar tanto num clássico. Logo ele que vinha de uma boa partida. Simplesmente foi peça nula em campo. Ou melhor, foi o décimo segundo jogador adversário em campo. E em mais uma falha da nossa zaga, Pablo e Canuto perdidos olhando a bola calmamente chegar ao atacante adversário. Pareciam assistir ao clássico em 3D no sofá de casa. Só faltou pipoca para os dois. Alias boa parte do time pareciam apenas Hologramas, estilo Tupac em show recentemente divulgado.

O terceiro gol do Avaí apenas completou o domingo ridículo do nosso time. E olha que só não saiu o quarto por intervenção do Wilson no chute de Nunes. Agora é conviver com a gozação ao longo da semana e acreditar em um milagre. Acreditar que nosso time possa colocar a cabeça no lugar e mostrar em campo a superioridade que se acredita que se existia ate o jogo de hoje. É achar em cada um dos jogadores a motivação necessária para acreditar em uma virada. E principalmente injetar um pouco de raça no espírito desse time. Ou então é lamentar mais um domingo. E nada de criticar regulamento. Não é desculpa para a exibição de hoje.

Anúncios