A necessidade de mudança no estatuto do clube ecoa entre os torcedores e membros do conselho, mas de forma diferente entre ambos. Enquanto vemos um Conselho que prefere uma mudança pouco significativa, dando ao torcedor um falso poder de escolha, limitando a sua participação com cláusulas ridículas, vemos também uma movimentação diferente entre a torcida do nosso Furacão, com uma intensa busca por algo novo, com ideias novas todas as semanas.

Primeiro foi a Democracia Alvinegra que surgiu ano passado, ganhando destaque por ser um movimento legitimo que buscava uma mudança em como o cenário político do clube se desenhava, querendo transparência e efetivamente uma postura diferente do clube em relação ao processo de escolha de seus dirigentes. Após um período de fracassos na Serie B desse ano surge a ideia de um protesto antes de um jogo. A ideia foi imediatamente aceita na internet, com muitos torcedores confirmando a presença, mas com certeza a chuva e frio atrapalharam a movimentação por essa ideia. Muitos ainda reclamaram que as exigências elaboradas por esse protesto estavam fora da realidade. Mas será mesmo?

Ao se protestar é necessário expressar o porque, os motivos que levam a torcida a fazer tal ato, e realmente esses motivos estavam expostos claramente na idéia do ato. Não interessa se a volta de Fernandes é complicada, ou se os jogadores e dirigentes ali citados fossem de difícil remoção do clube, o torcedor tinha que expressar sua insatisfação com o que ocorria. Ou você acha que as manifestações, principalmente no Rio de Janeiro, não sabiam que era impossível pedir a saída de um governador? Mas o barulho foi feito, pedindo sua saída e assim deixando claro a insatisfação com o momento.

Agora é a hora de uma petição online, recolhendo assinaturas por uma mudança radical dentro do Scarpelli. O movimento foi um sucesso desde a sua criação e tem objetivo principal de entregar ao Conselho do clube as reivindicações, como diminuição do tempo de sócio para votar, fim dos Conselheiros Natos e  eleições diretas no clube. Com certeza o barulho que vem da torcida incomodam os membros de nossa diretoria e isso foi possível ver no teatro do Conselho em lançar uma nota de apoio ao presidente. Todo mundo tem rabo preso ali dentro e isso fica muito claro.

O que deixou o torcedor ainda mais confiante com essa petição foi ver o fato do nosso grande ídolo Fernandes aderir a causa, assinando e ainda divulgando em seu Twitter oficial tal gesto. Um ídolo vai muito além do que representa em campo, e nosso eterno camisa 10 mostra que vestia essa camisa com orgulho, que seus anos de dedicação ao clube eram por amor e o respeito que ele tem pela nossa torcida ultrapassa qualquer atitude desrespeitosa que o clube teve com ele. Alias, aquela duvida clássica que surge ao abordar esses fatos: Será que Fernandes não teria sido fundamental nesse processo de reformulação da equipe no ano? Com certeza muita coisa seria diferente, a torcida teria mais paixão pelo time, mais presença e o elenco teria aquela referencia que tanto falta. Com certeza a sua dispensa foi equivocada. Mas não pra diretoria, que sabia que um jogador de OPINIÃO, um jogador com amor a camisa, seria um grande obstáculo  a esse tipo de administração com laços distantes com a torcida.

Mas os ventos da mudança chegaram…..

Anúncios